Silenciamento

Se as mulheres voltaram a sussurrar seus pensamentos, há algo muito errado acontecendo.

Criamos esta página para que mulheres possam relatar, anonimamente ou não, violências que tenham sofrido por parte do movimento trans/queer (saiba mais).

Débora Delai Vanin
14/10/2022

Eu jogava vôlei com um pessoal, era jogo misto, mas sempre iam pouquíssimas mulheres, e os homens eram todos gays, aos poucos as mulheres deixaram de ir e só sobrou eu. Também tinha uma mulher trans que ia assistir e conversar com os meninos. Como a gente ia revezando os times, não estava na quadra o tempo todo. Essa trans, que trabalha com prostituição, diga-se de passagem, falava muito sobre o próprio pênis, do tamanho e tals e um dia até me mostrou uma foto… mas ela fala e mostra pra todo mundo. Um dia dei uma carona pra ela e pra alguns dos meninos e qd ela desceu e deu tchau, um dos meninos falou “agradece pela carona né” e ela disse, não tenho que agradecer mulher… minha ficha começou a cair aí, eu pensei ué, despreza mulher, mas quer ser uma? Outra coisa que passei a pensar é que nenhuma mulher fala da própria vulva falando que é grande, isso é coisa de homem, e mostrando foto pra todo mundo, isso é coisa de homem gay. Enfim, agora nenhuma mulher mais vai naquele grupo de vôlei, será que eles não se perguntam o porquê? Os meninos tbm sempre muuuuito misóginos falando com nojo de vagina, qd erram ponto xingam falando buceta, muito coisa degradante pra mulheres nos assuntos, horrível, eles não tinham nenhum pudor de falar comigo ouvindo. Outro grupo que eu frequentava que tinham só homens gays e mulheres (mas nenhuma trans) e que acabou saindo todas as mulheres, eles comemoravam no grupo qd a gente não ia “é os guri” depois comentavam que tinha dado um jogo bom, pegado… foda.

Colabore com a construção deste painel para que possamos mostrar que não são casos isolados.


Blog no WordPress.com.